Dia 13 - Cafayete - Termas do Rio Hondo

By moises - 00:01

Lulão escrevendo:

Hoje foi um dia para os motociclistas. Como disse uma vez um companheiro de viagens, "foi a perfeita conjuntura entre o brinquedo e a brincadeira".
Acordamos perto das 7h30, tomamos um café "meia boca" no hotel e as 9h estávamos prontos para seguir nossa jornada. 
O céu de brigadeiro e o tempo agradável  nos acompanharam nesta manhã em meio aos vinhedos de Cafayete.
No primeiro trecho da estrada o asfalto não era dos melhores, bastante irregular mas sem apresentar nenhum perigo. Chegamos à 3.050 metros de altitude, com as montanhas nos rodeando e as curvas de subida nos guiando. Fizemos uma pausa para fotos em meio aos belos vales.
A estrada foi melhorando a medida que íamos descendo, sempre contornando o vale. 

Chegamos a Tafí del Vale, cidade de veraneio dos argentinos, super charmosa, com belíssimas casas rodeadas de lindíssimas paisagens. Casinhas bem construídas e decoradas, cavalos soltos no gramado e povo correndo ou andando de bike no acostamento por onde passávamos. Ao fundo já se via o lago "Dique La Angostura" que completava o cenário. 
Paramos num café com vista pra o lago por uma hora, onde comemos sanduíches. Era o nosso almoço. Continuamos a viagem sentido Termas do Rio Hondo, passando pelo melhor trecho de estrada até aqui. 

Mata fechada, curvas abertas e fechadas, estrada limpa sem carros/caminhões, bom asfalto e um rio que nos acompanhava ao longo desses mais de 25km de alegria em duas rodas. 
No final fomos abençoados com um "meio mergulho" no mirador do rio, já no pé da serra. Tiramos a jaqueta, a luva e o capacete,  e jogamos água no corpo todo.
O papai ainda colocou o cabeção na água buscando maiores sensações de alívio e refrescância. Foi demais. Não... Demais não... Foi PENTA CAMPEONE (Já explico). 
Saímos do banho de rio e entramos no trecho final do caminho. A roupa molhada nos ajudou a suportar o calor que chegava a 38ºC. Tava bruto! 

Completamos os 270km programados ao chegar no hotel Alto Verde por volta das 16h. 
Trocamos de roupa rapidamente e fomos de bermuda e camiseta, dar um passeio na cidade. Visitamos o museu e autódromo onde é sediada a etapa da Argentina de Moto GP e por fim passamos no Dique do Rio Hondo, uma mini usina hidroelétrica que abastece a região. 

Essa cidade é conhecida pelas águas termais e no hotel, a água da "pileta" estava mais quente que a temperatura exterior. Não refrescou mas relaxou. 
Logo mais vamos jantar

PS:
PENTA CAMPEONE - No hotel de Santo Antônio de Los Cobres tinha um garçom que nos atendeu na hora do jantar que era uma figura a parte. Nos perguntou de onde éramos e logo foi brincando: " Brasil, pentacampeon, Brasil".
Nós trouxe as bebidas, dizendo " aqí estan, pentacampeon"
Na hora dos pratos: "vale, pentacampeon"
Já sabem né, agora quando tem algo bom, não é mais bom, é...PENTACAMPEÓN!!!

Mô escrevendo: 

Está muito barato pra comer na Argentina. Hoje jantamos uma massa cada um, uma salada completa e uma coca de 1 litro gastando R$70,00, isso no segundo melhor restaurante de Termas do Rio Hondo, segundo o TripAdvisor.

Trecho da Ruta 307 onde o asfalto começou bem ruim e foi melhorando até chegarmos ao pico mais alto:





 Nossa parada para o lanche:



E as motocas também descansaram com vista para o lago 
Depois do lanche continuamos na 307. No trecho mais lindo da viagem. Curvas e mais curvas no meio da mata descendo a serra ao lado do rio La Angostura.


 Chegamos a termas do Rio Hondo:












Nosso hotel:

  • Share:

Você também poderá gostar de:

0 comentários