- Emirados Árabes

Dia 2 - Dubai

03:06Unknown

O dia amanheceu com uma névoa espessa no horizonte.

A sensação de deserto está por todo lugar. Onde não há construção vemos areia. É impressionante imaginar um lugar como esse construído no meio do deserto.
No café da manhã do hotel uma variedade imensa de todo tipo de comida: pães, saladas, humos, frios, feijão, embutidos, tortas, sucos, frutas...Um banquete..





Depois do café encontramos com a guia Lena, um capixaba radicada em Dubai que nos conduziu por um tour pela cidade velha. 
A nossa primeira parada foi num shopping para comprar chip para o celular da Cris e da Sandra. Depois desse contratempo fomos visitar o portal da entrada do Zabeel Palace do Sheikh Mohammed, vice-presidente e primeiro ministro de Dubai.

Caminho para o palácio
Jardim do palácio
Ao fundo o portal do Zabeel Palace.
Depois fomos ao Dubai Frame, uma gigantesca moldura que divide a  parte antiga da parte nova da cidade. Com 150 metros de altura, o Zabeel Park, apelidado de "a maior moldura do mundo" foi inaugurado em janeiro de 2018.  
Subimos num elevador panorâmico e do alto avistamos os dois lados da cidade, o velho e o novo. A  passarela elevada de 93 metros de comprimento possui um piso de vidro vidro e vistas para a antiga cidade de Deira, ao norte, e os novos arranha-céus, ao sul. 
Um túnel de neon leva a uma exposição interativa sobre a história e o futuro da cidadeMuito legal.

Frame



Interior do Frame

O chão do portal é de vidro e podemos ver o parque que fica a nossos pés.



Vista do lado antigo da cidade
Lado moderno da cidade
Caminho de neon
Caminho de neon
Descendo do portal seguimos para a parte antiga da cidade passando inicialmente pelo bairro histórico Al Fahidi com seus edifícios erguidos de cal e coral. O lugar foi restaurado e hoje abriga restaurantes, hoteis e galerias de arte. 

Al Fahidi

Escultura de sombras em galeria de arte de Al Fahidi
Neste local fizemos uma pequena parada para o almoço para depois continuarmos nosso tour com a visita aos souks, um mercado tradicional onde podemos encontrar especiarias, lenços, perfumes, bugigangas e ouro.


Nosso almoço
Para chegar ao local pegamos uma pequena embarcação de madeira chamada de "abra" que corta o  canal do mar conhecido por Creek.








Souk de especiarias
No souk o que mais impressionou foi o mercado do ouro, expondo as peças ostensivamente nas vitrines e dentro das lojas. 
Não, não estou falando de correntinhas. São peças super elaboradas, pequenas, médias e grandes. Até um vestido de ouro estava exposto numa das vitrines.


O maior anel de ouro do mundo

Depois de algumas comprinhas terminamos o dia num parque temático, o Global Village.

Este parque é dividido em pavilhões com mais de trinta países do mundo. Cada um deles oferecendo produtos típicos, culinária e cultura da sua região. Nele encontramos países como Turquia, Iêmen, Líbano, Síria, Qatar, Jordânia, Palestina, Paquistão, Tailândia, Índia, China, Rússia, Vietnã, Estados Unidos, França, Itália, Espanha, Reino Unido e Austrália. Os pavilhões são enormes e muito decorados. O parque estava lotado e a maioria das pessoas pareciam ser de Dubai.


 






Já caia a noite quando nos dirigimos para o check in do navio.

Nosso navio

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

0 comentários