- Caminho de Santiago

Dia 27 - Triacastela - Barbadelo 22,3 Km

10:45renata novaes

Anoitece perto das 22 horas e geralmente dormimos as 20 e...É dia!

Acordamos 6 da manhã e...É noite. Todos os peregrinos seguem o mesmo ritual.
Acordamos cedo, guardamos as coisas nas mochilas,  deixamos o albergue e já procuramos um restaurante ou café para o “desayuno”: café com leite, pão/croissant com manteiga, 3 euros. Simples assim. 
Com a barriga “cheia” começamos a caminhada.
A cada 10 km (ou menos) paramos num bar para um suco, uma tortilla.
Se já chegou a hora do “almuerzo” pedimos um menu peregrino de 9 a 12 euros, com um primeiro prato que pode ser salada, sopa ou macarrão, um segundo prato com carne, peixe ou frango com batata, uma sobremesa e vinho ou água. O vinho corresponde a 1/2 garrafa por pessoa. Quem pede água?

Hoje não foi diferente. Acordamos as 6, fizemos a primeira parada do café e depois seguimos por um bosque muito agradável. A segunda parada foi num “lugar alternativo” (bem alternativo mesmo) que oferece frutas, bolo, café, bugigangas que são “gentilmente disponibilizados” mediante um “donativo”.
Parecia o retorno do Woodstock. 
Passamos por alguns lugares assim. O dono tem sempre aquela roupa desbotada dos anos 70, cabelo desgrenhado, barba, poucos recursos e um espaço muito colorido. Carimba a credencial do peregrino com canetinhas ou guache. 
A terceira parada foi num bar, com direito a empanada, cerveja e suco.
A quarta parada foi para o “almuerzo”. (Está vendo porque o caminho não emagrece ninguém?) 
Esse almoço foi junto ao rio que corta a cidade de Sarria.






Depois do almoço seguimos por mais 4 km até Barbadelo. Um lugarejo no alto da montanha.
Paramos no primeiro albergue que vimos, o Casa Barbadelo. Uma surpresa inacreditável!
Com uma área agradável, quarto com cama para 6 pessoas, piscina e restaurante. Doze euros por pessoa e valeu cada centavo!
Troquei de roupa e estreei a única peça da minha mala que ainda não tinha tido uso: o biquini!



Ja no início da noite chegaram a Carmen e o Ivo, pais do Mô,  que vieram para assistir o jogo do Brasil. 



<<< Postagem anterior      Próxima postagem >>> 

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

6 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu não posso acreditar que após quase 700km nenhum quilinho foi deixado pelo caminho...
    Assim eu não saio do sofá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que se perdi algo já ganhei nos últimos 3 dias!!! Bj

      Excluir
  3. Aiii sim!! Encontrando o cabocrinho na reta final!
    Pelo que vi vcs estão caminhando sempre com esse casal nessa última parte. É isso mesmo?

    Lulão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Mas não são um casal. São amigos que se conheceram no caminho. Ele é de Curitiba e ela de Camboriu. Bj

      Excluir
    2. Sim. Mas não são um casal. São amigos que se conheceram no caminho. Ele é de Curitiba e ela de Camboriu. Bj

      Excluir