- Chapada Diamantina

Dia 4 - Mucugê

20:39Renata

Estamos na cidade de Mucugê, uma das mais antigas da região da Chapada Diamantina, fundada em 1844.

No século XIX tornou-se um importante centro comercial, devido a mineração de ouro e diamantes.

Esta pacata cidade conserva as charmosas ruas de pedra e os antigos casarões coloniais de estilo português que juntamente com as paisagens naturais, montanhas, cânions e belíssimas cachoeiras, atrai muitos turistas o ano todo.

Hoje, depois de um delicioso café da manhã na pousada Monte Azul onde estamos hospedados, tivemos a oportunidade de conhecer três belíssimos pontos turísticos da região.

A primeira visita foi ao Poço Encantado. Percorremos 20 km no asfalto e mais 30 de terra para alcançar a gruta, com poços de água cristalina que permite que o fundo seja visto nitidamente, mesmo com uma profundidade de 60 metros.

Nesta época do ano, os raios de sol penetram na caverna formando um incrível feixe de luz azul turquesa.

Não pudemos nadar no poço, mas a contemplação foi incrível. O valor da entrada foi R$25,00 por pessoa.





A segunda visita foi ao Poço Azul. Percorremos 26 km de terra (em péssimo estado) a partir do Poço Encantado, pagamos uma entrada de R$30,00 por pessoa com direito a colete salva vidas, máscara e snorkel para um belíssimo mergulho na caverna inundada por águas azuladas e cristalinas, onde pudemos observar diversas formações rochosas sob as águas transparentes.

Depois do mergulho almoçamos uma deliciosa comida regional na APA, que fica ao lado da entrada da gruta.





Seguimos então para o último passeio do dia, Igatu, subdistrito de Andaraí, cheia de história e ruínas do apogeu vivido com a exploração de diamantes.

O percurso de 7 km a partir do asfalto é bem acidentado. Terra, pedras e muito sobe e desce torna o caminho complicado para quem estava em um Gol.

Mas o passeio vale a pena. Além do conjunto arquitetônico tombado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), a paisagem ao redor do lugarejo é estonteante.

Visitamos um museu da mineração, demos uma voltinha no pequeno centro e tomamos o caminho de volta a Mucugê.







Amanhã tem mais.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

0 comentários