- Ushuaia

Dia 21 - El Chalten - Gobernador Gregores

23:01renata novaes

Hoje usamos pela segunda vez o galão de gasolina.
A primeira não foi exatamente uma necessidade. Foi um "jeitinho brasileiro".
Antes de deixarmos El Calafate e seguirmos para El Chalten passamos no posto Petrobrás para abastecer. Novamente a fila estava imensa.
Aí tivemos a idéia de encher somente o galão, já que no dia anterior o frentista nos informou que neste caso não haveria a necessidade de pegar a fila.
O diálogo no posto foi assim:
Mô: - O senhor poderia encher o galão sem que eu pegue a fila?
Frentista: - No.
Mô: - Mas o seu companheiro me disse ontem que eu poderia fazer isso!
Frentista: - Entoces venga quando esteja mi companero, porque comigo... Cola! (fila)
O cara foi realmente "simpático".
Mas nem por isso desistimos. Paramos no YPF, pedimos a mesma coisa e o frentista concordou.
Com o galãozinho cheio, paramos a moto a duas quadras do posto, despejamos a gasolina no tanque e seguimos a viagem rindo dessa história.

Hoje a utilização do galão foi necessária. Seria muito arriscado confiar que o tanque teria a autonomia para percorrer 380 km até o nosso destino, Gobernador Gregores, pois já tínhamos a informação que não haveria gasolina no caminho.
Enchemos o galão em El Chalten e seguimos até Três Lagos, a 120 km.
Lá confirmamos a informação recebida. Fazia dois dias que a gasolina havia acabado na cidade.
Aí só nos restou comprar algumas águas e continuar na estrada.
Antes disso tentamos ajudar dois mochileirinhos franceses que perderam a carteira com seus AR$2000 que seriam usados em mais dois meses de viagem.
Ligamos para a companhia de ônibus que os deixou na cidade mas não conseguimos retorno. Perguntamos se tinham mais dinheiro. Disseram que sim. Com essa resposta nos despedimos desejando boa sorte e seguimos para enfrentar 150 km de rípio.
O caminho escolhido, por indicação da vialidade de El Chalten (uma espécie de departamento de estradas acessivel também pelo site www.vialidad.gov.ar) não foi a Ruta 40, mas a 288 que começa em Três Lagos.
Quando entramos no rípio, o Mô teve uma sensação ruim. Não havia nada por ali. O GPS não achou o lugar, a cidade era uma rua e a estrada completamente deserta e mal sinalizada.
Retornou uns 500 mts até achar um policial que confirmasse que estávamos no caminho correto.
Com a resposta afirmativa seguimos os primeiros 7 km em um rípio terrível, com pedras grandes e soltas.
A partir daí a estrada foi melhorando e pudemos manter, sob um sol escaldante, a ridícula média de 35 km/h.
Depois de 4 horas de viagem pegamos a recém asfaltada Ruta 27.
Desde Três Lagos até Gobernador Gregores foram 270 km sem absolutamente nada no caminho. A viagem mais longa de nossas vidas!
(O Mô falou que preferia o vento! Eu ainda prefiro o rípio com sol!)
O galão de gasolina foi utilizado a 40 km da cidade.
Chegamos as sete da noite, abastecemos, enchemos novamente o galão e agora estamos jantando no restaurante do hotel Cañadon León onde ficaremos hospedados.
Amanhã seguimos para a cidade de Perito Moreno.
Bjs












Hospedagem:
Hotel: Cañadon Léon
Valor da diária: AR$320,00
Garagem: free

Distância percorrida: 380 Km

<<< Postagem anterior: Dia 20 - El Chalten
 Próxima postagem: Dia 22 - Gobernador Gregores - Los Antíguos>>>

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

4 comentários

  1. Moisés, não precisa se atirar no chão. Vou voltar a postar no blog. Começo de ano corrido.
    Pra variar imagens cada vez mais deslumbrantes.
    Novidade: projeto 4x4 em andamento. No carnaval você verá. Beijos a vocês, sorte com o tempo e paz na pista.
    Wlamir e Marisa

    ResponderExcluir
  2. Show de viagem. As fotos continuam lindas. Por favor, permitam-me uma correção: o site da Dirección Nacional de Vialidad Argentina é http://www.vialidad.gov.ar/
    Um forte abraço.
    Julio Cesar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! Já corrigimos a postagem.
      Um grande abraço. Rê e Mô.

      Excluir
  3. hahahaha essas fotos estão demais!

    Essa da mamãe deitada no chão rsrs!!

    E o Mosaico dançando Op Gangam Style.


    Beijos Lulão!

    ResponderExcluir