- Chile-Peru

Chile-Peru 2012 - 11 º dia: Iquique - Moquegua

23:57Renata

Mo:
Chegou o grande dia... O dia de subir pelo Peru! (rsrsrs)
Saimos de Iquique as 8:30 depois de um bom café da manhã.
É incrivel a névoa que existe sobre a cidade. Chegamos e saímos com ela. Parece um poeirão formado pelo vento que sopra das montanhas.
Hoje foi mais um dia de visual árido do deserto.
Percorremos 300 km sem nenhum posto de gasolina até a chegada em Arica.
Passamos por duas aduanas: a saída do Chile, onde tivemos que comprar um formulário por 500 pesos, demorou mais ou menos meia hora.
Depois de uns 2 km chegou a aduana do Peru. O calor estava pegando!
Preenchemos dois formularios (um para cada), perguntaram se levavamos alguma fruta ou verdura e nos encaminharam para uma salinha. O agente da aduana foi atencioso. Nos ofereceu água gelada, tirou xerox dos documentos (RG, carta de motorista, documento da moto e da aduana chilena), preencheu os formulários e nos vendeu um mapa atualizado do Peru por 10 dólares.
Nem achamos ruim. 
Em uma hora resolvemos tudo e seguimos em direção a Moquegua: Ótima opção para a lua de mel dos casais amigos! (rsrsrsrs)
Obs: Da mesma forma que na Argentina, gastamos todo peso chileno que levamos, num total de $420.000,00. Somente dois hotéis foram pagos no cartão de crédito.

Re:
Antes disso tudo o Mô queria, porque queria, comprar Soles em solo chileno (trocadilho!). Fomos ao cassino e ao aeroporto em Iquique, ao cassino em Arica (outra sugestão para lua de mel) e nada!
Na aduana peruana... Nada! Hoje é feriado nacional no Peru. O câmbio estava fechado.
Chegando em Moquegua paramos para abastecer num posto que não aceitava Visa, mas dólares eram bem vindos. Mandamos uma nota de US$100 e já ficamos com um troquinho em Soles para nos tirar do apuro.
Como não encontramos Moquegua no Booking.com, escolhemos o hotel com a ajuda do GPS. Um três estrelas que é uma coisa de louco. Parece que voltamos aos anos 70! O mais peculiar é que a vista fica para o estádio de futebol. Camarote total!!
Depois de acomodados fomos conhecer a big city. Caminhamos uns 2 km até a igreja matriz na praça de armas.É interessante.
Todo o comércio estava aberto. Passamos pela São Caetano (rua das noivas), pelo mercado municipal, pela Jurubatuba (rua dos móveis), pela Amauri (rua dos restaurantes) e pela rua das peluquerias (onde seria em SP?), tudo a pleno vapor.
A população é muito simples.
Jantamos um pollo a lo pobre: frango, ovo, arroz, banana frita e pão e agora voltamos para o merecido descanso.
Amanhã seguimos para Puno.
Bjs

Deixando Iquique
A estrada:




Aduana chilena.
Prédio novíssimo da aduana peruana.
A big city Moquegua. 
O campo de futebol visto da janela do hotel. (Amanhã tem jogo... O time está aqui no hotel!!!)  
Praça de armas de Moquegua.
Igreja Matriz de Moquegua.
Ferinha...
Mercado.
Pedágio: $0 (moto é free)
Jantar: $51,00 soles

Hotel: Colonial Moquegua

Calle Estadio Norte 120MoqueguaPeru 


Valor: US$54,00 dólares

<<< Postagem anterior: 10 º dia - Iquique        Próxima postagem: 12 º dia - Puno>>>

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

6 comentários

  1. Re, Mo

    Aproveitem muito...pq daqui estamos curtindo com vcs..cada instantes. Adoro os comentários..ricos nos detahes! lindas as fotos!!!Beijos carinhosos! Simone.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Simone, obrigado pela companhia. Bjs. Mo

      Excluir
  2. Que beleza de estradas, imaginava condições muito piores. Estarei em Rio Branco em duas semanas, penas que não estarão por lá nesta época. Seria uma boa oportunidade de vê-los e ouvir sua histórias. Um grande abraço.
    Cacá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estaremos em Rio Branco próximo do dia 7 quando despacharemos a moto de carreta e voltaremos de avião. Abç. Mo

      Excluir
  3. Re.
    Subir o Peru deve ser tão prazeroso quanto a Penísula de Marau. Uhuuu rsrsrs
    Patricia.

    ResponderExcluir
  4. Olha só o Paulo disfarçado de Patrícia........convencido !!!!!!! rsrsrs bjs

    ResponderExcluir